Por admin | 16/08/2021

PIC UVA e Prefeitura do Rio se unem para mitigar os impactos das chuvas

Um dos resultados da parceria é a avaliação e o monitoramento do jardim de chuva da rua Almirante Gonçalves, em Copacabana. A solução aumenta biodiversidade

Por meio de pesquisas e ações voltadas para a redução de riscos de desastres associados a chuvas extremas, o Projeto de Iniciação Científica “Que Chuva É Essa?” da Universidade Veiga de Almeida, criado em 2017, promove a colaboração entre academia, poder público e sociedade. Um dos frutos do projeto é a recente parceria firmada com a Fundação Parques e Jardins da Prefeitura do Rio de Janeiro, que tem como objetivos implementar e monitorar sistemas de biorretenção, mais conhecidos como jardins de chuva.

 

Viviane Japiassú, coordenadora do “Que Chuva É Essa?”, explica que os jardins de chuva utilizam atividade biológica de plantas e microorganismos para remover os poluentes das águas pluviais e assim reter a chuva no solo, mitigando os impactos dos alagamentos que são comuns na cidade do Rio de Janeiro. Segundo Viviane, o jardim de chuva também oferece benefícios sistêmicos, como melhorar o ar e ampliar a biodiversidade.

 

Os alunos dos cursos de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, Geografia e Design, que integram o PIC UVA “Que Chuva É Essa?”, começaram os trabalhos neste ano pelo monitoramento do jardim de chuva da rua Almirante Gonçalves, em Copacabana. “A troca da vegetação inicial por espécies diferentes e a inclusão de solos não apropriado estavam impactando a capacidade de drenagem”, detalha Viviane.

 

Ela também destaca: “Não basta colocar uma camada de terra fértil em uma área urbanizada, é preciso trabalhar a capacidade de infiltração dos solos e estudar as espécies de plantas que ajudam a reter a água de forma mais eficiente”. Segundo dados do portal especializado ECycle, os jardins de chuva removem até 90% dos produtos químicos e nutrientes encontrados na composição das águas das chuvas.

 

A equipe do projeto vai utilizar a estação de monitoramento ambiental da UVA para estudar e acompanhar o jardim de Copacabana durante um ano e, dessa forma, obter um diagnóstico completo, levando em consideração o ciclo das chuvas. “O objetivo é avaliar, coletar e analisar os dados e implementar modificações para melhorar o desempenho deste jardim”, conta Viviane.

 

O projeto “Que Chuva É Essa?” conta com a participação de estudantes e egressos, além de pesquisadores atuantes nas áreas de redução de riscos de desastres e meio ambiente e conta com a parceria da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro (Subpdec).

 

 

Por Universidade Veiga de Almeida

Voltar para notícias

Notícias

Featured image

17/06/2022

Letras oferece reforço escolar

Ver notícia completa
Featured image

15/06/2022

Cabo Frio ganha espaço interativo sobre o ciclo da água

Ver notícia completa
Featured image

13/06/2022

Abrigos individuais portáteis: alternativa para pessoas desabrigadas

Ver notícia completa
Featured image

10/06/2022

Universitários promovem ações de educação alimentar

Ver notícia completa
 Ver todas as notícias

cursos que
podem interessar