Por admin | 19/08/2021

Designer cria jogo educativo sobre cultura e religiosidade africana

Jogo de cartas exalta atributos de orixás e ajuda a difundir a cultura Iorubá

Ainda hoje religiões de matriz africana são alvos frequentes de intolerância no Brasil. Para ajudar a quebrar preconceitos, a designer gráfica Carolina Marins, de 23 anos, criou o jogo Axé! CardGame, que une diversão, educação e conscientização ao exaltar atributos de orixás, divindades da cultura Iorubá que se tornaram conhecidas no país a partir de religiões como Candomblé e Umbanda. O projeto é resultado do seu trabalho final de graduação na Universidade Veiga de Almeida (UVA), apresentado em junho.

 

“Quis trazer elementos da cultura Iorubá de forma didática para quem ainda não conhece, além de contribuir para a superação de preconceitos”, explica Carolina, que é católica de formação. A inspiração para criar o game surgiu em uma conversa entre a designer carioca e sua tia, ialorixá (mãe de santo) de um terreiro de Umbanda.

 

Além das trocas com adeptos de religiões de matriz africana, a referência para a elaboração dos conteúdos também veio do livro Orixás, Deuses Iorubás na África e no Novo Mundo, um clássico escrito pelo fotógrafo, etnólogo e antropólogo Pierre Verger.

 

A dinâmica do jogo é semelhante ao famoso Super Trunfo. Já o design e as ilustrações feitas por Carolina incorporam traços característicos de Magic e Pokemon, outros dois conhecidos games de cartas. Muito mais do que uma disputa entre orixás, o Axé! CardGame é um meio de difusão de uma cultura importante para a história do povo brasileiro.

 

Por Universidade Veiga de Almeida

Voltar para notícias

Notícias

Featured image

20/12/2021

Principais tendências de looks para as festas de fim de ano

Ver notícia completa
Featured image

15/12/2021

Ceia alternativa para Natal mais econômico e consciente

Ver notícia completa
Featured image

06/12/2021

Aluna expõe trabalho na Galeria Caruá

Ver notícia completa
Featured image

29/11/2021

Egressa da Veiga conquista prêmio do CREA-RJ

Ver notícia completa
 Ver todas as notícias