Por admin | 13/06/2022

Abrigos individuais portáteis: alternativa para pessoas desabrigadas

Feitos com materiais simples, protótipos de baixo custo foram idealizados por alunos de Arquitetura da UVA e serão apresentadas a ONGs e ao poder público

PVC, papelão, TNT, arame e muita criatividade. Munidos de materiais de baixo custo e expectativas de calouros, estudantes do primeiro período de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Veiga de Almeida (UVA) comprovaram que ideias simples podem se transformar em soluções eficientes para questões sociais complexas. 

 

 

No mês passado, cerca de 60 alunos aceitaram o desafio de criar projetos de habitações temporárias que pudessem atender a vítimas de desastres naturais e pessoas em situação de rua. Em menos de um mês de trabalho, foram construídos nove protótipos funcionais, portáteis e economicamente viáveis.   

 

 

“O projeto mostra como a Arquitetura é uma ferramenta importante para a resolução de problemas sociais e tem o poder de melhorar a qualidade da população, independentemente da classe econômica”, ressalta Carlos Murdoch, coordenador de Arquitetura e Urbanismo da UVA. 

 

 

A ideia da iniciativa era que os estudantes não gastassem muito dinheiro na produção dos abrigos. Para isso, foram estimulados a reaproveitar ao máximo itens como caixas de papelão, lonas, madeira. “Com apenas três meses de aulas, esses jovens desenvolveram soluções extremamente práticas. Com mais pesquisa e investimento, elas podem ser reproduzidas em escala e atender a diversas finalidades”, ressalta Tulio Galvão, professor do curso e coordenador da atividade. As propostas serão agora apresentadas a ONGs e órgãos públicos que tenham interesse em fazer parcerias com a UVA. 

 

 

O projeto das habitações temporárias individuais portáteis vai ao encontro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). A Veiga aderiu ao Pacto Global da ONU em 2020 e se tornou a primeira instituição privada de ensino do país a alterar completamente a matriz curricular para inserir os ODS como matéria obrigatória em seus cursos. Desde o primeiro semestre dos cursos de graduação, os estudantes são estimulados a criar projetos maker para resolver problemas reais de comunidades e organizações 

Voltar para notícias

Notícias

Featured image

17/06/2022

Letras oferece reforço escolar

Ver notícia completa
Featured image

15/06/2022

Cabo Frio ganha espaço interativo sobre o ciclo da água

Ver notícia completa
Featured image

13/06/2022

Abrigos individuais portáteis: alternativa para pessoas desabrigadas

Ver notícia completa
Featured image

10/06/2022

Universitários promovem ações de educação alimentar

Ver notícia completa
 Ver todas as notícias

cursos que
podem interessar