Como a UVA garante inovação na matriz curricular dos cursos de graduação?

  • Graduação
  • inovação
  • matriz curricular

A Universidade Veiga de Almeida (UVA) conta com mais de 45 anos de experiência quando se trata de ensino, oferecendo cursos de alta qualidade, da graduação ao doutorado, além de várias opções de extensão. Tudo isso é ofertado nas modalidades presencial e online, o que indica uma expertise ainda maior na prestação de serviços educacionais. Mas você está enganado se pensa que para por aí. Nós ainda priorizamos a inovação constante da nossa grade curricular, sabia?

Da abordagem hands on a experiências universitárias inesquecíveis, o nosso objetivo é levar o conhecimento a um novo patamar, muito mais pessoal e transformador. A UVA não quer apenas lhe dar um diploma, mas formar um profissional preparado para olhar criticamente para os problemas do mundo, procurando meios de fazer a diferença.

Mas isso tudo só é possível pela dedicação em manter o aprendizado atrativo e a grade curricular, inovadora. Quer saber mais sobre como isso funciona? Então, aproveita este conteúdo que preparamos com a ajuda da coordenadora do núcleo de Inovação Pedagógica da UVA, Viviane Japiassú Viana. Vem com a gente!

QUAIS SÃO OS IMPACTOS DA INOVAÇÃO NA EXPERIÊNCIA DOS ALUNOS?

Quando você analisa o espectro da educação no Brasil, encontra um grande número de universidades e instituições de ensino abordando o aprendizado de uma forma bastante teórica. Em geral, o modelo é o seguinte: o estudante senta à mesa e fica escutando o professor falar, faz algumas leituras e entrega trabalhos por escrito.

Isso limita bastante a sua experiência, que não entra em contato com aquilo que ele realmente vai encontrar quando for para o mercado de trabalho. Apesar da importância dos conceitos, métodos e teorias, sabemos que o mapa não é o território. Na hora de testar aquilo que você aprendeu na prática, as coisas são diferentes.

Ao incluir a inovação no dia a dia do aprendizado, é possível integrar diversos recursos, enriquecer a didática e aproximar o conhecimento teórico do prático.

Para Viviane, “o mercado de trabalho pede profissionais diferenciados, que conheçam os recursos e tecnologias aplicadas à sua atividade, que saibam ir além e fazer produtos diferentes, elaborar relatórios mais atrativos, aplicar o software para poder melhorar a visualização e a análise dos dados que são apresentados etc.”

Se a universidade não estiver preparada para abraçar essas oportunidades por meio da sua matriz curricular, você perde enquanto profissional em formação. No entanto, quando existe essa preocupação com a inovação, a universidade agrega mais valor à sua graduação, fazendo com que você saia um recém-formado diferenciado, com outra visão de mundo e muito mais conhecimento.

COMO ISSO INTERFERE NO APRENDIZADO DOS ESTUDANTES?

Existem muitos aspectos que interferem no aprendizado dos estudantes ao adotar uma grade curricular inovadora. Isso pode variar desde a motivação pelo conhecimento até as inúmeras oportunidades que se abrem não só ao final do curso, mas durante ele.

É possível enxergar a cara do que se está aprendendo. Por mais que seja necessário aprender algo teórico, logo adiante dá para perceber qual é a aplicação prática daquilo. Quando você vê sentido no que está aprendendo, sabe que as horas dedicadas ao aprendizado não são em vão.

Isso transforma a graduação em um processo muito mais motivador. Você deixa de cumprir com um curso apenas pelo diploma e passa a participar das aulas e das atividades porque realmente tem interesse em aprender mais, descobrir novas formas de fazer as coisas e explorar alternativas que solucionam problemas reais do dia a dia das pessoas.

COMO A UVA GARANTE ESSA INOVAÇÃO?

A UVA tem várias formas de introduzir a inovação na grade curricular e no dia a dia dos estudantes. Uma delas é o UVA Maker, que de acordo com a coordenadora, é “uma nova metodologia de ensino que envolve os alunos que estão chegando à universidade. São disciplinas cujo aprendizado é baseado em projeto, uma metodologia educacional ativa, e também com o processo criativo de design thinking.”

Isso permite que mesmo aquele estudante que está ingressando na universidade já tenha contato com um mercado altamente inovador. Seu primeiro desafio já é criar um produto. Além disso, Viviane afirma que tudo isso é feito “em alinhamento com as necessidades e especialidades da agenda 2030 da ONU pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.”

Sabe o que isso significa? Que você pode descobrir o seu potencial realizador, mesmo estando no início do curso. Dessa forma, você não precisa esperar chegar ao trabalho de conclusão para pôr a mão na massa, de fato, com aquilo que sempre quis fazer.

Os projetos de pesquisa e extensão também são inovadores. Viviane cita o exemplo dos projetos de robótica. “São várias equipes nas quais são desenvolvidos drones e robôs, trabalhando em um projeto multidisciplinar, com uma professora da Biologia que é especialista em Neurociência. É uma maneira de utilizar a robótica aplicada na saúde.”

Ela ainda menciona outras ações. “O pessoal da comunicação tem feito vários eventos online, usando plataformas diversas. O pessoal de jogos, ainda no primeiro período, criou jogos para quem tem deficiência visual ou auditiva, jogos inclusivos, de acessibilidade.”

O hands on, ou mão na massa, é a abordagem que possibilita que tudo isso se torne real e palpável. É assim que a UVA tira os estudantes da zona de conforto, inova a sua grade curricular e transforma o ensino.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS PELAS INOVAÇÕES NA GRADE CURRICULAR?

Um dos principais impactos que a inovação na grade curricular provoca no aprendizado dos estudantes é a questão do desafio. Quando a universidade reinventa sua matriz curricular, ela torna o conhecimento ainda mais desafiador, pessoal e interessante.

Entre receber um conhecimento monótono, distante da realidade, e realmente interagir com o aprendizado, descobrir aplicações que fazem parte do dia a dia e problemas reais que precisam ser resolvidos, a motivação cresce muito. Para Viviane, o estudante “percebe que a universidade está trazendo a inovação para o dia a dia dele, não só para as ações de extensão e pesquisa, mas para as ações de ensino rotineiro.”

Para isso, existem alternativas como as aulas online, que podem ser um método exclusivo de ensino (no caso do EAD) ou ainda serem combinadas com o ensino presencial para otimizar os processos. Tornar o aprendizado mais fluido, digital e integrado também é um recurso importante para atribuir praticidade para você.

Para que isso tudo seja possível, a UVA conta com professores com uma formação acadêmica sólida, sendo a maioria deles doutores e mestres. Além disso, esses profissionais estão atuando no mercado, o que proporciona não só uma visão teórica do conhecimento, mas prática também. Dessa forma, você aprende não só com os livros e com as próprias experiências, mas com a experiência dos docentes.

A capacidade de inovação é realmente um dos diferenciais da UVA, afinal, ela faz parte de toda a estratégia educacional da universidade. A matriz curricular é pensada para otimizar o aprendizado do aluno e para aproximar a sua formação das situações reais do dia a dia.

Se você gostou de saber mais sobre a nossa grade curricular inovadora, que tal dar o próximo passo em direção à realização do seu sonho? Converse com a gente!