UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Um exercício de empatia e humanização

Um exercício de empatia e humanização

13 de junho de 2017

Ação “Reescrevendo Amor” reuniu alunos e professores no antigo lixão de Jardim Gramacho para doação de cestas básicas, materiais escolares e oficinas recreativas

Amor nos pequenos gestos. Essa foi a mensagem deixada pelo projeto “Reescrevendo Amor” no último sábado, dia 10, no antigo lixão de Jardim Gramacho (desativado em 2012), no município de Duque de Caxias. O projeto foi desenvolvido pelos alunos do curso de Publicidade da Universidade Veiga de Almeida (UVA). Além de oficinas com as crianças locais, foram distribuídas cerca de cem cestas básicas, cem kits de material escolar e cerca de 200 l de água. Após cinco anos do fechamento do lixão, que deixou 1,4 mil catadores de lixo sem trabalho, a população local – cerca de 20 mil habitantes -, continua sem saneamento básico e fonte de renda.

Para atenuar essa realidade, ONGs, igrejas e projetos independentes promovem diversas ações para preencher parte das necessidades básicas dos moradores. Um desses colaboradores é o bispo Hermes Fernandes do projeto “Eu escolhi amar” que também apoiou e guiou a ação dos alunos de Publicidade da UVA no último sábado. Ele se dedica à causa desde 2014 e entende a necessidade de iniciativas como o “Reescrevendo Amor” para o lixão. “São ações pequenas, mas que no final, fazem a diferença na vida de cada um”, afirma o bispo, que hoje tem 77 famílias da região cadastradas.

Os alunos disciplina Oficina de Textos Midiáticos, ministrada pela professora Renata Feital, elaboraram toda a campanha de doação, além de serem responsáveis pela captação do material arrecadado. “Acredito que o que eles vivenciaram nenhuma sala de aula consegue transmitir. É algo que vai marcar para sempre em suas vidas”, ressalta Renata. Matheus Ferreira, aluno e coordenador da campanha, também se surpreendeu com o engajamento dos estudantes. “Geralmente as pessoas só acham bonitinho, compartilham nas redes sociais, mas não se envolvem realmente. Mas aqui foi ótimo. Conseguimos até dobrar a meta”, destacou. 


*Texto produzido por Giovanna Faria e Yhara Linka, da Agência UVA, campus Barra

fotos da galeria