UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Professores conhecem novos projetos da UVA

Professores conhecem novos projetos da UVA

03 de fevereiro de 2017

Os professores de todos os cursos da Universidade Veiga de Almeida (UVA) participaram do encontro com o reitor Arlindo Cardarett Vianna na última quinta-feira, dia 2, para a apresentação dos novos projetos da instituição. A reunião aconteceu na biblioteca do campus Tijuca e marcou o início do ano letivo para os docentes. Além dos novos planos, foi apresentado aos acadêmicos o novo pró-reitor de graduação da UVA, Carlos Eduardo Nunes-Ferreira.

Arlindo iniciou a apresentação abordando os desafios para adequar e atualizar os métodos utilizados dentro e fora da sala de aula baseado num panorama de avanços tecnológicos e fatos que marcaram a História Moderna. “Todos os avanços da tecnologia impactam no comportamento social e requerem que as universidades respondam à altura na forma de trabalhar o conhecimento com os alunos”, disse.

Para celebrar os 45 anos que a UVA comemora em 2017, novos projetos e ferramentas de ensino foram divulgados, entre eles uma parceria com a Universidade de Stanford. “Teremos um curso de pós-graduação para formação de professores em matemática dos ensinos fundamental e médio. O objetivo é melhorar nossos resultados no tema, já que o Brasil continua sendo um dos piores países em termos de qualidade no ensino de ciência e matemática. Serão oferecidas 20 vagas gratuitamente para professores da rede pública estadual e municipal”, explicou.

A maior mudança é a reestruturação do projeto educacional, para que os currículos dos programas acadêmicos possam acompanhar o mundo atual e se posicionar mediante as incertezas do futuro. A estrutura se concentra no conhecimento (o que os estudantes sabem e entendem), nas habilidades (como eles usam esse conhecimento), e no meta-aprendizado (como eles refletem sobre si mesmos e se adaptam e continuam aprendendo e crescendo para atingir seus objetivos). Por esse motivo, os currículos foram alterados, ampliando a autonomia de pesquisa do aluno e a prática, como tem acontecido em universidades americanas e europeias há muito tempo. Algumas disciplinas atualmente possuem tempos presenciais, em sala, com o professor, e são complementadas com atividades de formação extra classe, como desenvolvimento de pesquisas e projetos práticos.

A gerente de estratégia e inovação Maria Frastrone explicou a importância das mudanças na formação dos alunos. “Estamos nos adaptando às grandes tendências da educação. Queremos formar estudantes para o sucesso pessoal e profissional e para que contribuam para a sociedade”. A partir disso, segundo Maria, o papel do professor é fundamental para cativar e motivar os alunos. “A ideia é que todos tenham acesso às novidades que traremos ao longo do semestre, como os novos laboratórios, e que tenhamos projetos em conjunto entre os cursos. Uma parceria entre os cursos para melhorar o desempenho dentro e fora da UVA é essencial”.

Pelos campi

Outra novidade são cursos que começarão a ser lecionados em alguns campi da Veiga. O diretor acadêmico do campus Centro, Cláudio Fico, está animado com as novas possibilidades para os alunos. “Os cursos estão aliados às qualidades de ensino e à infraestrutura, o que significa maior aderência ao que é esperado pelo mercado de trabalho”, declarou.

Responsável pelo campus Barra, Nara Iwata comemora as mudanças ocorridas. “Nossa infraestrutura está melhor e ampliada, temos novos laboratórios e viramos referência na área da saúde na Barra. Essas questões criam uma boa energia e tornam produtivos nossos trabalhos”, destacou. Nara aposta na nova metodologia de ensino apresentada. “Vamos melhorar a qualificação dos estudantes da UVA e os laboratórios tornam isso possível”.

A diretora acadêmica do campus Cabo Frio, Luciana Pinheiro, também destacou as novidades da Veiga. “Novos projetos fora de sala de aula, que vão promover o trabalho em equipe, estimulando a imaginação, além de laboratórios multidisciplinares que vão dar liberdade de criação aos alunos”, destaca.

Eduardo Maluf, diretor acadêmico do campus Tijuca, sintetiza a proposta da reunião dos docentes com o reitor. “Desejamos boas-vindas aos professores e também os orientamos para as transformações desse semestre. Aqui, começam os trabalhos para o ano letivo”, explicou.


Gabriel Brum
Estagiário - Comunicação Institucional

fotos da galeria