UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Parceria com Apae amplia estágio em Fisioterapia

Parceria com Apae amplia estágio em Fisioterapia

05 de junho de 2017

Alunas já estão atuando como voluntárias na instituição

Uma parceria entra a Universidade Veiga de Almeida (UVA), em Cabo Frio, e a APAE do município possibilitará a realização de estágio supervisionado em Fisioterapia Aplicada à Saúde da Criança no próximo semestre. Com o início das atividades, a entidade almeja reduzir consideravelmente a lista de espera para atendimento na área de fisioterapia, que hoje gira em torno de 35 pessoas. A APAE atende cerca de 300 pessoas na sede principal e mais 80 no núcleo instalado no segundo distrito de Cabo Frio.

Durante visita realizada à Associação, na última sexta-feira (2), a professora Cristiane Torres e estudantes do curso de Fisioterapia foram recebidas pela coordenadora Sônia Soares, que apresentou as instalações físicas, em especial os espaços com recursos para a realização de fisioterapia, como a sala de reabilitação fisioterapêutica e estimulação sensorial e piscina aquecida. Os quatro fisioterapeutas que trabalham na entidade contarão com o suporte de cerca de 20 estagiários no segundo semestre.

“Essa parceria com a Universidade é maravilhosa”, destacou a coordenadora, acrescentando que a vivência na entidade possibilita aprendizado e também quebra de paradigmas. “É um espaço de oportunidades para crescer e mostrar o que se sabe, além de mudar o olhar sobre a deficiência”, enfatizou.

A professora Cristiane destacou que junto com o conhecimento, a humanização é diferencial para trabalhar com esse público. “O estágio em situação real gera amadurecimento acadêmico, sem contar os inúmeros desafios que surgem”, considera. Um grupo de alunas, que neste semestre fez a disciplina Saúde da Criança e do Adolescente, ministrada por Cristiane, já está atuando como na Apae.

Kelly Machado, do 7º período, conta que tinha uma imagem diferente antes de ser voluntária. De olho na fisioterapia pediátrica, relata que além da carga emocional, o trabalho na APAE tem ampliado sua visão profissional. A colega Margareth Caracoci complementa citando que as múltiplas patologias com as quais se deparou estão gerando um aprendizado prático da profissão. “Sem contar que é um ensinamento para a vida”, enfatiza.