UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Curso de Pedagogia usa novos métodos de aplicação de provas

Curso de Pedagogia usa novos métodos de aplicação de provas

19 de abril de 2018

Testes realizados no laboratório de informática visam incluir alunos com necessidades especiais

O curso de Pedagogia da Universidade Veiga de Almeida (UVA) inovou mais uma vez. Após a aula prática no FabLab, os alunos da disciplina de  Novas Tecnologias Aplicadas à Educação tiveram a oportunidade de realizar a prova do último dia 4 de abril no laboratório de informática usando as ferramentas do Google. Essa iniciativa teve como um dos principais objetivos incluir alunos portadores de necessidades especiais. 

A aluna Renata Costa Barbosa, que possui problemas de visão, adorou a iniciativa e adoraria que mais disciplinas fizessem o mesmo. "Eu tenho um problema de baixa visão. Normalmente faço as provas com letras em fonte 14, mas pelo fato de estudar à noite ainda é mais complicado de enxergar com clareza. Fazer a prova no laboratório com a lupa, que aumenta a fonte como eu quero, me ajudou muito. Espero voltar a fazer as provas dessa maneira", conta a estudante.

A professora Jacqueline Maia de Miranda, responsável pela iniciativa, se alegrou com o resultado da ideia. "A atividade foi desenvolvida com ferramenta disponível no Google, que de forma muito eficaz, permite maior agilidade na correção, além contribuir com o meio ambiente, evitando o uso de papel", destacou a docente. 

A coordenadora do curso de Pedagogia, Viviani Anaya, ressaltou a importância que uma iniciativa dessas traz para os alunos e para a universidade, principalmente no aspecto da inclusão, pois coloca todos no mesmo nível podendo usar as ferramentas que preferirem. "Ir para o laboratório tira a tensão da prova. No computador fica mais tranquilo e dinâmico. Além disso, usar esses recursos abrem um precedente enorme de inclusão e a pedagogia tem que ser precursora nisso", finalizou. 


*Texto produzido por Victor Nigri, do Laboratório de Comunicação Corporativa, campus Tijuca