UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Benefícios e desafios do fisiculturismo

Benefícios e desafios do fisiculturismo

15 de fevereiro de 2017

Professor de Educação Física e campeã da prática contam detalhes sobre o esporte

O fisiculturismo é um dos esportes que mais tem se destacado nos últimos anos no Brasil. Ele tem obtido espaço entre as disputas esportivas, assim como no meio televisivo. O esporte tem como objetivo o culto ao corpo e a demonstração dele, sendo por competições com jurados e/ou desejo físico.

As competições de fisiculturismo são os principais eventos de exposição desses atletas. Durante elas, os profissionais são julgados em categorias distintas, como altura e peso, além de critérios como volume, simetria, proporção, densidade, definição muscular, beleza, carisma e presença de palco.

O professor Erik Salun de Godoy da Educação Física da Universidade Veiga de Almeida (UVA) explica sobre a disputa. “O fisiculturismo se desenvolveu ao longo do tempo e, atualmente, tem diversas modalidades que valorizam mais determinados aspectos do que outros, como tem a categoria que valoriza mais a hipertrofia, assim como a que aprecia mais a simetria e a definição muscular”.

Como qualquer prática esportiva, os riscos são relacionados aos excessos e à falta de orientação de um profissional de Educação Física especializado. As consequências seriam lesões por ultrapassar os limites corporais de cada indivíduo ou por um treinamento, assim como dietas desajustadas, que afetam deficiências de vitaminas e minerais.

Casos mais graves costumam ser ocasionados pelo uso de esteroides anabolizantes. A campeã estadual Body Fitness Mr. Rio 2011 e nutricionista formada pela Veiga, Débora Carvalho Sarinho, ressalta que o uso de anabolizantes é investigado. “São realizados exames antidoping para combater os riscos à saúde do atleta, seguindo as regras da International Federation of Body Builder (IFBB)”. “O fisiculturismo é um excelente esporte, pois requer disciplina e determinação, além de tornar a pessoas mais ativa à prática física e a uma alimentação regrada”, destaca Débora.


Marcelo Barra
Estagiário - Comunicação Institucional