UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Alunos da UVA participam do projeto Turismo Cultural

Alunos da UVA participam do projeto Turismo Cultural

19 de maio de 2017

Iniciativa busca promover o conhecimento e arte aos visitantes do bairro de São Cristóvão

Uma jornada ao conhecimento que irá se resumir em um só local. O projeto Turismo Cultural no Bairro Imperial de São Cristóvão acontecerá nos dias 20 e 21 de maio, das 10h às 16h, com a presença de alunos dos cursos de História e Turismo da Universidade Veiga de Almeida (UVA), campus Tijuca. O evento comemora a 15ª Semana de Turismo em Museus, trazendo um programa cultural e incentivando a visitação do público em busca de arte e conhecimento em museus da cidade.

Para a coordenadora do curso de Turismo da UVA, Selma Azevedo, o ganho é mútuo entre aquele que produz e o que participa, além dos alunos exercerem o que é aprendido em sala de aula na prática. “Os alunos trabalham apresentando os museus. Eles não são guias, mas levam os visitantes até os museus, os apresentam e entregam para os guias internos. Os alunos do curso de Turismo têm assim a possibilidade de interagir com o público e de conhecer os atrativos de um bairro tão próximo à nossa instituição”, destacou.

Já para o coordenador do curso de História, Giovanni Codessa, o projeto integra uma sociedade a uma parte cultural do bairro que é de extrema necessidade para a cidade do Rio de Janeiro. “Para um bairro como São Cristóvão antes esquecido, mas que está se revitalizando com empreendimentos, resgatamos a história do bairro na Semana de Museus. Estabelecemos uma parceria com instituições e com isso, o aluno tem uma outra perspectiva da função que ele pode exercer em relação ao curso que ele está fazendo”, ressalta.

Contribuir para o crescimento profissional e para os visitantes também é um dos motivos para a realização do evento, segundo o professor. “O público deve interagir e guardar a memória da cidade, para nós é muito importante que todos saibam do porquê existe aquele museu, no bairro em si e qual a teoria da sua história”.


Texto produzido por Mary Ellen Queiroz, do Laboratório de Comunicação Corporativa