Você está aqui

Notícia

< Voltar

Notícia < Voltar

Campus: 
Tijuca
Barra
Cabo Frio

Alunos da UVA partem para o exterior

Maria Eduarda Bellei   |    Tijuca Barra Cabo Frio

Programa de intercâmbio da Veiga selecionou 14 docentes que irão estudar em instituições de ensino estrangeiras

 

Foram selecionados 14 alunos para o Programa de Intercâmbio Acadêmico da Universidade Veiga de Almeida (UVA). Os estudantes terão a oportunidade de cursar o semestre em renomadas instituições internacionais parceiras, como a Universidade do Porto e a IADE Lisboa, ambas em Portugal, Fundación Universitaria del Area Andina, na Colômbia e a Paris School of Business, na França.

 

O edital do programa foi lançado em março deste ano e os alunos que mais se encaixavam aos pré-requisitos foram escolhidos após passarem pelo processo seletivo. Entre as etapas, estava a avaliação do coeficiente de rendimento (CR), principal exigência, pois os estudantes precisam ter um CR mínimo de oito para serem indicados ao programa. Eles também passaram por uma entrevista utilizando o idioma oficial da instituição de destino.

 

A aluna Thaís Guerra, de 24 anos, do curso de Engenharia de Produção, vai estudar na Paris School of Business e está com as melhores expectativas para essa experiência: “Emergir em novas culturas, fazer contatos para futuras especializações e estreitar laços com pessoas de diferentes partes do mundo acrescentará tanto no âmbito profissional da minha vida, como no meu desenvolvimento pessoal”.

 

Já para a estudante de Design de Moda, Michelle Rezende, de 22 anos, participar do programa de intercâmbio será um diferencial para futuros processos seletivos.Isso dará um enorme valor ao meu currículo, sendo assim, terei maiores chances de ingressar no mercado de trabalho”, ressalta.

 

A coordenadora de Relacionamento com o Aluno e Egresso da UVA, Flavia Silva, explicou que as instituições parceiras, em consenso com os coordenadores dos cursos, escolhem quais são as matérias de lá que tem equivalência com as disciplinas da Veiga. Desta forma, se ele for aprovado lá, elimina a matéria correspondente daqui. O mesmo acontece caso o estudante seja reprovado.

 

Para Flavia, o programa é fundamental para ganho de experiência. “O melhor disso tudo é o aluno ter a oportunidade de conhecer como é o curso dele em outro país, em outras culturas”, destaca. 

08/ago/2018

Tema:
Programa de intercâmbio,

Eventos

Ver Todos